22 de novembro de 2008

Há Momentos


Há momentos em que se é com a vida um. Unidade. Não existe o pensá-la. Nem o sê-la. Ela é que me é. Somo-nos tudo misturado, indivizivelmente. Tudo é normal. Nada estranho. Há momentos.

Sem comentários: