22 de novembro de 2008

Auto-Revisitação


De vez em quando ainda olho o céu estrelado, não tanto quanto dantes, e ainda acho, com aquele discernimento forasteiro que outrora me invadia tão permente, que nada tem a ver com aqui em baixo.

Sem comentários: