23 de março de 2009

Poema

Marulho é o barulho do mar.
Barulho é o barulho do bar.

3 comentários:

Tiago r disse...

Sim, é para rir
:D

fallorca disse...

Se és o Tiago que estou a pensar (e mesmo que não sejas) acabas de me dar um belo safanão. «Marulhar» era exactamente a palavra que não encontrava no meu (cansado e pedrado) «disco rígido».
Prometo não entornar a chávena do café, se conseguir adaptar-me à modernidade.

Tiago r disse...

Sou eu mesmo, Fallorca. Bem-vindo. Fico contente por ter sido útil por via de mera "brincadeira".

A asa da chávena de café tramada ;-)
Abraço